Business

Orar sempre

Nosso dia a dia é movido por hábitos, somos absorvidos por rotinas cotidianas, de modo que nossas mentes parecem rodar em baixa rotação, deixando a maioria dos nossos atos a cargo do subconsciente.

Sendo assim, pouco conseguimos perceber do que nos cerca, os que sofrem, os que se regozijam, as coisas lindas, as menos boas, tudo parece estar passando em pano de fundo acizentado, porque estamos continuamente centralizados, ou no passado, ou ardentemente ansiosos pelo futuro. Não conseguimos nos apaziguar suficientemente para estarmos no AGORA.

Frequentemente parece que estamos desconfortáveis com nossas vidas, nosso modo de ser, nos incomoda não estarmos em determinado lugar, com determinada pessoa, quando não podemos nos esquecer da delicadeza de não sermos inoportunos, e esquecermos que quando as Forças do Bem conspiram, os melhores momentos que merecermos sempre acontecerão.

Devemos elevar nossa frequencia vibratória, saindo das ondas subconscientes para a consciencia plena dos momentos que estão passando, para que se construam pontes verdadeiramente sólidas para o futuro, e que não haja dificuldades quanto ao que já passou. Pois outra grande muralha que sempre nos defrontamos, é nossa propria consciencia, quando deixamos o momento fugir, e não agimos como deveríamos, ou simplesmente não agimos.

Para nos protegermos do vazio interior que por vezes nos ameaça, oremos sempre, pois a oração eleva nossas mentes ao nível consciente, e mesmo ao supraconsciente, nos levando aos píncaros do ideal, das metas, das nossas missões, de forma que sempre estejamos mobilizados, motivados, para seguir adiante, e assim não gastarmos tanta energia com sentimentos menos positivos, de ilusões do que ainda não merecemos ter, ou até pela misericórdia divina, nos é evitado por ser um erro com efeitos deletéricos.

Orar é um ato de nossas melhores intenções de elevar a nossa própria existência, de pacificar nossas turbulências, transformar nossos desejos e anseios em calma determinação que tudo pode ser melhor, e abrir a nossa visão interior para a compreesões que na luta diária não percebemos. É o momento em que nossos guias mais se aproximam, e nos tocam o espírito com as lições que temos de captar, reaprender. É o instrumento pelo qual as Forças Maiores nos conduzem e nos descortinam os momentos que foram únicos e inesquecíveis, com todas as cores vívidas que ficam embotadas quando assim permitimos, subjugados pelos embate diários, os entraves, as inúmeras provas que cada um de nós precisa ultrapassar, e por vezes, por nossa fraqueza, deixamos escapar.

Não devemos enumerar quantas preces devemos fazer em cada dia. Façamos quantas preces forem necessárias, caminhando, trabalhando, estudando, não precisamos de mosteiros para interagir com o Mestre Maior, com os espíritos de Luz que o intermediam. Precisamos, sim, de Fé, da convicção dos motivos pelos quais emitimos as preces silenciosas, receptivos ás respostas sutis que os seareiros do Bem nos trazem, e sem traves nos olhos, vamos firmes em nossas buscas, cultivando a coragem, burilando mesmo através da dor, a receptividade necessária para enfim, sentirmos reverberando em nosso ser, a finalidade de nossas existências.

Vamos orar sim, para sentir que estamos aqui, cada um em sua realidade, amparados pelas forças dos orixás que nos regem, pelos guias que nos acompanham, e as distâncias se apaziguarão, as proximidades se enriquecerão, nossa alma se manterá singela e pura, esquecendo os dardos venenosos, as intempéries, seremos sutis, e estaremos onde queremos estar, sem alarde, somente presentes e cônscios, em plenitude.

Alex de Oxóssi
Rio Bonito - RJ

COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

COMPRE NOSSO LIVRO - ATÉ 12x SEM JUROS

 POVO DE ARUANDA I, II e III

Clique na imagem e compre o livro!

Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste