Business

O Aeróbus na Terra e a volitação no Mundo Espiritual

Foi publicada em 2009 uma reportagem sobre uma versão ainda mais eficiente do trem bala, onde se lia: “Pode parecer coisa de filme de ficção, mas é o mais novo e revolucionário projeto do Instituto Nacional de Tecnologia (INT), no Rio de Janeiro. Engenheiros e projetistas do INT já começaram a trabalhar na fabricação do primeiro protótipo de trem urbano de levitação magnética. Batizado de Maglev Cobra, ele foi concebido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Aos especialistas do INT coube desenhar o trem e montar a carroceria desse revolucionário e ecologicamente correto meio de transporte do futuro próximo.O trem se locomoverá “flutuando” sobre os trilhos, num sistema semelhante ao que acontece quando tentamos aproximar as extremidades opostas de dois ímãs: elas se repelem. A propulsão do Maglev, que terá capacidade para 28 passageiros, será feita por meio de forças magnéticas atrativas e repulsivas, ativadas por supercondutores. O moderníssimo trem flutuante viajará a uma velocidade máxima de 30 Km/h. Pode parecer pouco, mas é um belíssimo início para um projeto tão ousado.”

Embora a idéia já seja conhecida desde a década de 60, há muito tempo já funcionando no Japão e mais recentemente na Europa, parece-nos que esta versão atual de Maglev, com adaptação no Brasil e chamando-se Magleve Cobra aproxima-se bastante do aerobus que é descrito pelos espíritos em vários livros psicografados.

A versão terrena, de acordo com os engenheiros da UFRJ, necessita de nitrogênio liquido para induzir a formação de energia eletromagnética, reagindo em uma placa de cerâmica supercondutora, que ao ser resfriada com nitrogênio líquido, produz o efeito de levitação sobre um imã de neodímio - um imã feito a partir de uma composição dos elementos químicos Neodímio (Nd), Ferro (Fe) e Boro(B). É um projeto que economizaria combustível, e principalmente não é poluente.

Na Colônia “Nosso Lar”, escrito em 1943, já André Luiz explicava sobre a utilização do aerobus como veículo dentro da colônia, e tambem nos espaços externos para outros locais, e mesmo no umbral, sendo que ele viveu esta experiência em 1930.



No mapa acima observa-se as construções principais, que são o Prédio da Governadoria ao centro, e os seis (6) Ministérios; sendo que os Ministérios de Regeneração, Auxílio, Comunicação e Esclarecimento estão ligados às atividades da esfera terrestre e os Ministérios de União Divina e Elevação estão ligadas ás Hierarquias Planetárias Superiores.

Da Governadoria, este Aerobus vai parando, de 3 em 3 Km, na alta velocidade que falamos acima, e leva 40 minutos até o Parque das Águas.

Voltando ao aeróbus, a descrição que nos chega é de um carro suspenso do solo a uma altura de cinco metros, do tipo funicular, em que o sistema de tração é por meio de cabos, como os teleféricos. Constituído de material muito flexível, é bem grande e parece ligado a fios invisíveis. Muito veloz, constituía-se o meio de locomoção mais usado na colônia “ Nosso Lar”.

A grande diferença entre o aerobus do mundo espiritual e o que do nosso planeta, é o combustível. Do lado de lá, quem o move é o fluido vital, que faz parte da energia cósmica que permeia todo o Universo.

Para entender o que é fluido vital, vamos refletir numa afirmação:” A diferença entre uma árvore viva e um pedaço de madeira é justamente a presença do fluido vital na primeira e sua ausência na segunda.” Podemos utilizá-lo como veículo curativo, nas sessões espíritas e umbandistas onde há mediuns de cura, ou quando a Espiritualidade precisa que emanemos esse fluido ou energia vital através da concentração e da prece e os Espíritos Superiores captam e armazenam esta energia, e isso de modo algum pode ser considerado obssessão ou vampirismo, é uma situação de verdadeira e pura Caridade e Amor.

O fluido vital tambem é abundante na Natureza virgem, nas plantas e nas correntes de agua. Daí a necessidade de cada um despertar para proteger cada vez mais a Natureza, como nossos índios outrora respeitavam e zelavam.

No livro “Senhores da Escuridão”, de Robson Pinheiro, o autor espiritual relata sobre a presença do guardião Jamar, que tal como acontece na Umbanda, podemos compará-lo a um Exu Guardião de Lei, espírito com competência ehabilidade necessária para adentrar e sair incólume nas regiões trevosas, ciceroneando caravanas de grupos em missão de resgate, caravanas estas compostas de espíritos desencarnados aptos para estas incursões e tambem espíritos encarnados desdobrados, engajados na luta contra o Mal, necessários muitas vezes para a necessária doação ectoplasmática, que é outra forma diferenciada de fluido vital, muitas vezes para formar imagens holográficas que assustem os trevosos, se necessário, ou formem ideações materializadas de entes queridos de criaturas que já nenhuma esperança de resgate possuem, mas que através deste artifício em nome do Bem, conseguem se reconectar com a Luz e a Realidade, e iniciam seus passos no resgate necessário.

Embora na Umbanda a literatura não comente sobre a existência de aerobus, e sim sobre volitação, na verdade esta tecnologia da dimensão espiritual é uma economia energética, de forma que os espíritos encarnados em missão, possam se preservar mais e desgastarem-se menos.

A partir destas reflexões tambem podemos observar os fundamentos de nossos caboclos e pretos velhos quando “economizam “ a energia do médium utilizando o poder das ervas e da fumaça. Da mesma forma, tem sentido o aconselhamento para que o médium sempre se resguarde de pensamentos menosbons, de freqeuntar locais de energias pesadas, e se preparar com a prece e banhos antes de ir para as giras.

Também cientes que podem ser úteis durante o sono, devem se deitar respeitando a boa alimentação, procurar superar os percalços do dia, não guardando mágoas, ressentimentos, e entregando À Deus e aos Guias as suas preocupações, para que possa ser um instrumento útil da espiritualidade quando sair de seu estado de vigília física e reingressar pelo sono no Mundo Maior.

Sobre a volitação, trata-se da capacidade que o espírito tem, em certo nível de adiantamento, de se transportar para onde desejar, sempre sob a ação e o impulso da sua vontade e inteligência.

Em “Obreiros da Vida Eterna”, psicografado por Chico Xavier, ditado pelo espírito André Luis, mostra o domínio do espírito já instruído e habituado ao ambiente espiritual, da facilidade de volitar. Diz ele: ”Utilizávamos a volitação, prazerosos e felizes. Muito difícil descrever a sensação de leveza e alegria inerente a semelhante estado, após a permanência na escura região de que precedíamos. Fala-se, muitas vezes entre os encarnados, na possibilidade da criação do aparelho de vôo individual; todavia, ainda que se efetive a nova conquista, o peso do corpo físico, os cuidados exigidos pela máquina de propulsão e os riscos de viagem não podem, de modo algum, substituir a segurança e a tranqüilidade que nos enchem de tamanho bem-estar. Após a excursão normal, entre a Casa Transitória de Fabiano e a Crosta Terrestre, dentro de harmoniosas condições conservávamo-nos descansados e bem dispostos, operando muito facilmente a volitação, não obstante a densidade atmosférica.”

Quando nos referimos aos trabalhos mediúnicos nos terreiros de Umbanda, espíritos evoluídos da egrégora da casa têm permissão de levar os espíritos dos médiuns desdobrados, ajudando-os atraves de sua própria capacidade de volitação a chegarem espiritualmente aos locais de auxíluio. Ou são os guias do médium, que capacitados para tal, cumprem sua missão de Paz e Caridade deslocando-se para a moradia do consulente, seu local de trabalho, enfim, para os locais onde sua ajuda é solicitada.

Em relação às grandes descobertas de nosso planeta, contam os espíritos que sempre foram forjadas primeiramente nas colônias espirituais e depois se materializaram aqui. Infelizmente muitas idealizações são levadas a cabo e materializadas, mas não são obra dos agentes da Luz, mas sim os das sombras, trazendo discórdia e tristezas. Mas nenhuma folha cai sem o Pai estar atento. Se tais coisas ocorrem, é porque precisamos passar por tudo isso em noso necessário processo evolutivo. A dor, é poderosa Mestra, e assim, entre sofrimentos, idéias e sentimentos, a Humanidade vai caminhando e refletindo o lado de lá. Os mais descrentes, ao sair da ignorância, tem de admitir, mesmo com todo o Progresso, que algo ocorre além da limitada matéria.


Alex de Oxóssi
Rio Bonito - RJ



Fontes consultadas:

http://web.prover.com.br/nominato/9.htm
http://www.maglevcobra.com.br/2009/08/o-incrivel-trem-flutuante/
Pinheiro, R. Senhores da Escuridão. Pelo espírito Angelo Inácio. Editora Casa dos Espiritos, 2008
Xavier, F.C. Nosso Lar, pelo espírito André Luis.cap. 10, pp. 59 e 60.
Xavier, F.C. Obreiros da Vida Eterna, pelo espírito André Luis. Disponível em 7/7/2011 : http://www.institutochicoxavier.com/blog/?p=635
COMPARTILHAR:

+1

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

COMPRE NOSSO LIVRO - ATÉ 12x SEM JUROS

 POVO DE ARUANDA I, II e III

Clique na imagem e compre o livro!

Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste