AS RELIGIÕES NO RIO

Amados Irmãos,

este texto foi criado em 1904 por João do Rio , pseudônimo literário usado João Paulo Emílio Cristóvão dos Santos Coelho Barreto, (Rio de Janeiro, 5 de agosto de 1881 — 23 de junho de 1921) foi um jornalista, cronista, tradutor e teatrólogo brasileiro.

Eu rogo a todos vocês que se prendam apenas nos fatos descritos e esqueçam as conclusões do autor, porque na ocasião, 1904, a discriminação racial era algo muito comum, acredito que muitos irão achar que as conclusões do autor seja de teor discriminatório e com toda certeza o é, mas trago a vocês este texto para perceberem que em 1904 na então capital do País, ou seja, Estado da Guanabara, não havia indícios de um culto denominado ou com as mesmas características que a Umbanda. De forma alguma estou afirmando que em 1904 ou antes desta data não existiam manifestações de Caboclos, Pretos-Velhos, e outros, apenas digo que não tinha um culto da forma que o Caboclo das 7 Encruzilhadas anunciou em 1908, nem mesmo o autor fala em nome de um culto chamado Umbanda.

foto-1904



(Avenida Central que após 1912 passou a chamar Avenida Rio Branco)




Leia o Texto (clique)

Nenhum comentário:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

LIVRO:POVO DE ARUANDA VOL I, II e III


COMPRE EM ATÉ 12 x SEM JUROS



 POVO DE ARUANDA I, II e III

Clique na imagem e compre o livro!

Este é a união dos três volumes, que foram divididos apenas para ficar mais em conta cada volume, estes três volumes são o conteúdo deste Blog, clique na imagem e será direcionado onde o mesmo poderá ser adquirido.