Plástico que era lixo é aproveitado em tábuas ecológicas







No Rio Grande do Sul, o plástico sai do lixo para substituir a madeira em tábuas ecológicas.

No Rio Grande do Sul, o plástico sai do lixo para substituir a madeira em tábuas ecológicas.

Presunto e queijo fresquinhos, legumes bem armazenados... Tudo isso tem um preço que não aparece na nota do caixa.

A embalagem que conserva o alimento é feita de um material muito difícil de reciclar. Um problema também para o fabricante. Numa indústria de Dois Irmãos, no interior gaúcho, nove toneladas de plástico viravam lixo todos os meses.

"Isso chegou a um volume assustador e nós tivemos que achar uma solução para isso, para pelo menos diminuir esse volume aparente de plástico", diz o assessor técnico Erich Wendler.

A empresa desenvolveu um processo para fundir os saquinhos. O resíduo foi triturado e derretido; ganhou cor; e o resultado foi matéria sólida e bastante resistente, batizada de "tábua de plástico".

Mas, o que fazer com pilhas e mais pilhas dessas tábuas?

A preocupação veio parar no laboratório de uma universidade da região. O desafio é descobrir novo usos para a tábua de plástico, e dar valor ao que antes era um problema.

O material foi cortado, furado, medido... E os estudantes do curso de engenharia começaram a criar.

Um apoio para os pés, para funcionários que trabalham com o computador. Aliviou o cansaço e os gastos da universidade.

"Se tivéssemos que comprar pronto, ele seria ou de plástico ou de madeira. E custaria aproximadamente R$ 57 cada apoio de pés", afirma a professora Jacinta Renner.

O material é usado para lembranças de fim de ano: cadeiras, floreiras de jardim. Uma delas consumiu o equivalente a seis mil sacos plásticos. O banco de madeira está quebrado? O pessoal do laboratório monta outro, com tábua de plástico. Um deles já está em uso há mais de quatro anos.

"Ele não pega cupim, não pega fungo, não apodrece e tem uma durabilidade muito maior que a madeira", comenta o engenheiro industrial Diego Bayer.

Quando volta para o jardim, o banco está como novo. Só num banco há nove mil embalagens que deixaram de ser jogadas na natureza.

http://jornalnacional.globo.com/Jornalismo/JN/0,,AA1661697-3586-753220,00.html

9 comentários:

ALBERICO DE CARVALHO SANIAGO disse...

GOSTARIA DE ME COMUNICAR COM ALGUEM ENVOLVIDO COM O PROJETO TABUA DE PLASTICO , QUERIA O EMAIL DE ALGUEM QUE CONHEÇA ESTE PROCESSO E OS CUSTO PARA MONTAR UMA PEQUENA FABRICA .

RESPOSTA

Eu não sei se você percebeu mas existe aqui uns comentários que podem lhe levar a esse contato

Silverio Nasser disse...

Gostaria de saber sobre essa fabrica de tabua de plastico, estou interessado para saber se dar para aproveitar como cercas para fazenda, estou interessado a atiquirir esse material. Se alguem ou mesmo os fabricantes puderem manter contato nos e-mais acima ficarei grato.

Ricardo Arroyo Ghazale disse...

Sou orquidófilo e gostaria de saber como que faço para adquirir algumas táboas,acredito que serão muito úteis à nossa causa. Grato.....

Eulalia disse...

Achei muito interessante esta tábua de plástico, gostaria de obter o endereço da fabrica, pois queria cercar meu quintal com essas tábuas.Imperatriz-MA

Débora Dalastra disse...

Olá..Estou interessada em adquirir as tábua, gostaria de receber algum tipo de informação, telefone,site qualquer contato para compra.
Obrigada

Eginaldo de Oliveira disse...

Sou da empresa Pentagonal Ecowood, instalada em Sorocaba/SP, nós industrializamos e comercializamos os perfis de madeira plástica, favor entrar em contato pelo telefone (0xx15) 3242-5634 / 9723-1601 ou pelo e-mail: eginaldo.ecowood@yahoo.com.br que enviaremos uma mala direta do produto

Catiane Cristina Bif disse...

gostariaa de mais detalhes como se faz a tabua plastica ...
Pois estou juntamente cm a turma do curso de Rotinas Administrativas desenvolvendo uma exposição sobre o mesmo ...

Mônica disse...

Para quem tem interesse em Madeira Plástica, segue contato de um fábrica no RJ:

http://www.ecowoodrio.com.br/index.htm

Av. Calombé 4045 – Duque de Caxias
Rio de Janeiro – Cep: 25240-130
Tel: (21) – 3656-3934 ou 3656-3887

Andressa DB disse...

Prezados,

Sou Engenheria de materiais,m atuando há mais de 10 anos na transformação e processamento de diferentes plásticos. Trabalhei inclusive há muitos anos no que acredito ser os primeiros protótipos de plástico madeira aplicáveis... Gostaria de fazer contato com potenciais empreendeores / investidores, pois tenho projeto viável para implementação de uma fábrica em um pólo de plásticos no sul do país (SC)... Deixo meu e-mail para contato: abanks@ig.com.br

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

LIVRO:POVO DE ARUANDA VOL I, II e III


COMPRE EM ATÉ 12 x SEM JUROS



 POVO DE ARUANDA I, II e III

Clique na imagem e compre o livro!

Este é a união dos três volumes, que foram divididos apenas para ficar mais em conta cada volume, estes três volumes são o conteúdo deste Blog, clique na imagem e será direcionado onde o mesmo poderá ser adquirido.