CIGANO TARIN

No acampamento na cidade de Fedala, uma enorme fogueira foi armada.
Era uma linda noite de lua cheia.

O cigano Tarin fez a energização, acendeu a grande fogueira e ofereceu-a à Salamandra.

Tarin ficou perto do fogo, enquanto os ciganos ficavam em circulos ao redor do fogo.

Olhando para as chamas, Tarin começou a falar:

-Salamandra, tu que és o fogo vivo, queima todas as maldades do mundo com tua lingua de fogo e abre os caminhos para os ciganos passarem.

Ó Deusa encantada do fogo, queima todas as impurezas deste mundo.
Neste momento, as labaredas ficaram mais altas e transformaram-se numa mulher com cabelos de fogo.

Aos poucos, a grande fogueira foi ficando normal.
Todos os ciganos bateram palmas.

Então, o cigano Tarin jogou muitas folhas na grande fogueira, a fumaça perfumou o ambiente e os ciganos começaram a dançar ao som dos violinos.

Salve, Salamandra, salve o fogo vivo.

Salve os ciganos.

Amigos nos ajude a dar créditos a quem o fez por merecer, infelizmente desconheço o AUTOR

Um comentário:

Júnior. disse...

Olá, gostaria de dizer que as autoras desse conto sobre desse cigano são: Ana da Cigana Natasha e Edileuza da Cigana Nazira , ambas autoras do livro "Mistérios do do Povo Cigano" .

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

LIVRO:POVO DE ARUANDA VOL I, II e III


COMPRE EM ATÉ 12 x SEM JUROS



 POVO DE ARUANDA I, II e III

Clique na imagem e compre o livro!

Este é a união dos três volumes, que foram divididos apenas para ficar mais em conta cada volume, estes três volumes são o conteúdo deste Blog, clique na imagem e será direcionado onde o mesmo poderá ser adquirido.